Ações de controlo da espécie invasora marinha sargaço-japonês

A taxa de invasões biológicas marinhas tem aumentado desde o século 20, gerando preocupação em relação aos impactos económicos e ecológicos das espécies não nativas. Uma das invasoras mais agressivas é a alga castanha Sargassum muticum, originária do Oceano Pacífico setentrional e detetada na Europa em 1973. Essa alga, também conhecida como “erva daninha Japonesa” ou “sargaço Japonês”, tem a capacidade de se adaptar a diferentes condições ambientais e crescer rapidamente, prejudicando as algas nativas e a biodiversidade marinha.

No Parque Natural do Litoral Norte, a Sargassum muticum domina as poças de maré, excluindo outras espécies nativas. Por isso, está em curso o projeto RESTLitoral, que realiza a erradicação mecânica da alga por uma equipa do “CNAF”. Através desse projeto, espera-se reduzir significativamente a biomassa da alga invasora, contribuindo para a preservação da biodiversidade marinha e a recuperação dos ecossistemas afetados.

Essa iniciativa visa também conhecer melhor a distribuição, biomassa e evolução da população de Sargassum muticum no Parque Natural do Litoral Norte, possibilitando um maior entendimento sobre essa invasão biológica e suas consequências.

Mais notícias e eventos

Concurso de fotografia

Litoral norte · Um olhar natural

Os temas a concurso são: Paisagem e habitats naturais, Fauna (marinha/terrestre) e Flora e funga.